quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Entrevista de Nani ao Jornal do Sporting

(arrastar a imagem para o browser para ampliar)

Não costumo colocar os conteúdos do Jornal do Sporting, é importante que os sócios/adeptos comprem e ajudem a manter aquele que é dos órgãos de comunicação mais importantes do clube. Assinem que não custa muito.

Mas há excepções, a entrevista de Nani é uma delas!

Para quando a regulamentação dos fundos?


"Banning TPO will not stop investors from purchasing the economic rights of football players - they would find a way round such a prohibition. Good regulation, together with effective monitoring plus clear identification of who owns the economic right, means Uefa would be able to address some of the negative aspects of TPO."

O resto do texto pode ser lido aqui.

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

O regresso de Nani!


O regresso de Nani ao Sporting é, e será sempre uma boa notícia. Um jogador que pertence aos quadros do Manchester United, é internacional pela Selecção Portuguesa, formado na nossa Academia, e que, regressa ao clube com 27 anos. Não é no final da carreira, é numa altura em que precisámos de todos para melhorar a perfomance desportiva global do Sporting.

O mandato desta direcção trouxe uma nova abordagem do clube em relação aos jogadores. Há contratos para respeitar, acima do clube não está ninguém e, ao contrário do passado, as situações de transferência não pode ser apenas vantajosas para os jogador e o clube que o compra. 

O caso mais mediático e que trouxe a primeira prova de fogo a Bruno de Carvalho foi Bruma. Já lá vamos.

O Sporting precisava de um episódio como o de Nani para mostrar que está mais que vivo, e que não é apenas um mau resultado na primeira jornada do campeonato, que vai colocar em causa do trabalho até aqui desenvolvido. Depois de uma romaria fantástica a Coimbra, quando se percebeu que havia a hipótese de ser anunciado Nani, o treino de ontem à porta aberta rapidamente atingiu proporções épicas com mais de 9.000 adeptos nas bancadas.

A assistência do treino de ontem entrava no top 3 das assistências de uma jornada da primeira liga.

E tudo a ser transmitido na nossa televisão, que bem sabe dizer isto.

Pessoalmente, que acompanhei a carreira do Nani desde que saiu do Sporting, pois o Manchester United é o clube que mais simpatia tenho lá fora desde que me lembre de gostar de futebol internacional, mantive e mantenho as minhas reservas sobre a sua importância. Tem potencial, qualidade e acredito que poderá fazer uma época que o coloque novamente nos eixos, de tal forma, que podemos mesmo dizer que é o único reforço do Sporting 14/15 que entra no 11 titular.

A importância da vinda de Nani também revela um episódio bastante interessante e que no passado era unânime a sua necessidade. O Sporting precisa de mostrar a uma importante franja de adeptos mais jovens que tem jogadores com valor, daqueles que são falados em todo o mundo. O regresso de Nani catapultou e exultou em muitos deles um sentimento de loucura que é fundamental para manter o clube vivo e com margem de sustentação, principalmente nas novas gerações.

Espero que hoje as camisolas de Nani já estejam à venda na Loja Verde porque o futebol é negócio e vive muito disto.

Claro que este negócio tem um lado incerto que está relacionado com a Doyen. O Sporting rescindiu unilateralmente com o fundo e apenas irá entregar a parte relativa ao investimento que eles fizeram na aquisição de Rojo. O fundo, obviamente respondeu que irá avançar para as instâncias superiores.

O departamento jurídico do Sporting esteve bem no caso de Bruma e o episódio correu de feição ao clube. Esperamos todos que este episódio posso ter um desfecho idêntico, ou que, haja aqui algum tipo de negociação entre o Sporting e o fundo, pois não sei até que ponto, eles quererão avançar e andar na discussão na praça pública, quando em alguns países estão a ser banidos e as entidades máximas que regem o futebol não andam lá muito satisfeitas com a sua actuação.

Se tudo correr bem, estamos perante aquilo que, já tinha dito ontem, consiste no melhor desta contração/venda de Nani/Rojo: o pavilhão. Querer avançar com a mais valia da transferência para a construção do pavilhão é a cereja no topo do bolo. Uma promessa antiga e seria apenas mais um que esta direcção iria cumprir.

terça-feira, 19 de Agosto de 2014

Nani é do Sporting!


É óptimo o regresso do Nani e que saúdo. Mas, saber que a mais valia gerada pela venda do Rojo vai direitinha para a Missão Pavilhão e que finalmente vai avançar é simplesmente a melhor notícia do dia!

A REDE está de volta!


No sábado quando estive em Coimbra a ver o Sporting estava comigo um amigo que veio de Aveiro e discutíamos os núcleos, as deslocações fora de Alvalade e não só, mesmo as idas a Lisboa, e como nestas coisas quando estamos em "família" falámos com todos e entre todos, entrou na conversa um rapaz que tinha vindo de Setúbal, sozinho, ver o jogo em Coimbra. Ora isto vem a propósito do próximo jogo em Alvalade e que a REDE está de volta.

O que é a REDE?

A REDE é um conceito introduzido pela AAS para promover e dinamizar as excursões de Sócios e Adeptos para ir ver o Sporting Clube de Portugal.

Foram já alguns os sucessos protagonizados por esta plataforma. De recordar será a deslocação a Madrid (Espanha), no âmbito do jogo a contar para 1ª Mão dos Oitavos-de-Final da Liga Europa a 11 de Março de 2010. No total fomos mais de 5000. Com A REDE foram mais de 60 sportinguistas que, para além do preço do bilhete, não investiram mais que 15,00€ na deslocação. Permite igualmente criar um ponto central de informação para que os sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal que não tenham contacto com qualquer núcleo se possam informar das deslocações em planeamento e ter assim a possibilidade não só de viajarem bem acompanhados, como de reduzir significativamente as despesas.


domingo, 17 de Agosto de 2014

Marcos Rojo falou à Sporting TV e regressa aos treinos amanhã!


Principais momentos da entrevista de Marcos Rojo à Sporting TV que amanhã regressa aos treinos com o plantel principal:

"Eu estava de cabeça quente e estou arrependido"

“Tudo mentira, não houve agressões"

“na última sexta falei com ele (Presidente), já nos entendemos, e voltei a treinar na Academia, e amanhã estou com os meus colegas"

“O Sporting confiou em mim, quando a carreira não estava bem"

“Agradeço ao Sporting e quem está a trabalhar no clube"

“Estava de cabeça quente, gosto muito do clube, de toda a gente do Sporting e estou feliz no clube"

Académica 1-1 Sporting :: não chegou pintar Coimbra de verde e branco!



Que invasão a Coimbra!

Não podia começar de outra forma para falar do jogo de ontem entre a Académica e o Sporting. Não me recordo de um apoio tão forte em Coimbra, no estádio novo, à equipa Leonina. Fiz questão de chegar bem mais cedo, para ver e perceber a recepção à comitiva Leonina. Apoio total!



O Sporting, não é o que se passa apenas nas redes sociais, onde a bipolaridade tem sido muita. Os adeptos compreendem as atitudes da Direcção, embora se possa discutir os termos de algumas, mas quando falamos de apoio, de solidariedade e devoção pela equipa, ontem em Coimbra isso foi notório. Levando-se ao extremo quando uma adepta levantou uma cartaz a dizer "Rojo traidor" a ser ovacionada. É bom? É mau? Sinceramente, naquele tempo que decorre entre o início da partida e do final da mesma, estamos lá para ser um décimo segundo jogador, os Sportinguistas que foram a Coimbra cumpriram o seu papel.

Coimbra esteve pintada de verde e branco, e só se percebeu que havia adeptos locais no minuto 90, do golo, e porque correram desalmadamente em direcção à bancada dos Sportinguistas, e não foi para festejarem o momento. Adiante!

A equipa inicial de Marco Silva para este primeiro confronto a valer não trouxe nenhuma grande surpresa. Só não vimos um onze em tudo idêntico ao da época passada, pelas razões que todos sabemos e que Marco Silva tem de saber viver com elas (chega de falar de Rojo e Slimani). Sarr foi o escolhido, e não desapontou. Pessoalmente acreditava que seria Paulo Oliveira a começar a partida.

Não interessa falar da justiça ou não do empate. O resultado foi esse e nada podemos fazer. Com William a ser expulso, a lesão de Cédric, as adaptações que foram necessárias fazer na direita e a falta de eficácia na primeira parte, que seria suficiente para vencer a partida, a Académica, na forma como se organizou (e desorganizou o Sporting), acabou por ter a sorte do jogo. Justiça? Perdemos dois pontos. 

Pelo lado positivo do Sporting destaco Adrien, claramente o melhor elemento em campo. E consigo perceber porque sai de campo logo após o final do encontro em direcção ao balneário. Deu tudo, fez jogar, tomou decisões inteligentes no meio campo, e digo algo que para mim há uns anos era impensável, dava um óptimo capitão. Está crescido e mentalmente parece-me muito forte para este tipo de situações.

Depois tivemos Jefferson e os seus quatro pulmões. A disponibilidade de entrega ao jogo é inversamente proporcional à capacidade física de Capel com 20 minutos em campo. Vender o espanhol era o melhor que nos poderia acontecer, contratar um extremo uma benção. Heldon ou Mané (que não fez um grande pré-época) merecem lutar pela posição. Foi de Jefferson que nasceu o nosso golo, e dos pés dele saíram mais 3 boas situações de golo.

Com Carrillo nesta forma, a encarar os adversários sem medo de falhar, a colocar as bolas no meio da área à espera de um matador, sem assobios e com alguém a cobrir-lhe as costas, o nossso desequilibrador está encontrado. É o ano do Carrillo? Eu sou suspeito porque adoro-o como jogador.


Mas não correu como esperávamos. Há muito trabalho pela frente, não podemos encarar este tipo de jogos como uma equipa secundária: demorar a decisão de colocar alguém campo, defender com vista a manter um resultado magro, isto não é um clube como o Sporting. Marco Silva não pode demorar tanto tempo a decidir. A entrada de Paulo Oliveira, vista no estádio, é toda ela envolta de "agora vai", "agora fica", "aquece", "senta". Bem sei que as decisões sob pressão, com os acontecimentos imprevistos, são mais complicadas, mas é para isso que o treinador lá está, decidir, com certeza, e não ter receio de falhar. Mas também, não aceito que já se coloca em causa o seu trabalho. Haja paciência!

Para a semana o primeiro jogo em Alvalade, a vitória como imperativo antes da deslocação à Luz. Até 31 de Agosto acredito que o plantel não está fechado e que é urgente resolver algumas das debilidades que ainda ontem conseguimos perceber.

Por fim, dizer que João Mário será titular do Sporting. É a minha aposta para a época que ontem (mal) começou!


sábado, 16 de Agosto de 2014

Começa o campeonato e o preço absurdo dos bilhetes!


A Liga Portuguesa tem um provedor do adepto. Há muito tempo. Não tem patrocinador, não tem presença nas redes sociais digna de uma competição que anda há anos a querer modernizar-se, mas não consegue sair da lama em que está enterrada, mas tem um provedor, do adepto. 

O campeonato começou ontem. Hoje o Sporting inicia o seu périplo ao longo de 34 jornadas, das quais, 17 são fora de Alvalade. O respeito pelos adeptos é pouco ou quase nenhum quando falamos dos bilhetes.

Sim, volto ao preço dos bilhetes fora de portas. É vergonhoso o preço que continuamos a assistir, mesmo que hoje, na primeira jornada, esteja uma boa casa em Coimbra.

A imagem em cima mostra alguns dos tweets que o Provedor do Adepto, Jorge Cadete (nem quero saber como raio lá foi parar), escreveu há 3 dias quando alguns de nós se insurgiram, de forma correcta, contra a palhaçada que é a falta de regulamentação séria e justa para os preços dos bilhetes.

E não falo só do Sporting. Hoje o mais barato é 19€, em Barcelos esta tarde para os adeptos do Vitória é 20€ e por exemplo, para o rival Benfica no Bessa é 25€. Calha a todos!

Hoje os emigrantes, os adeptos do "é só um jogo", os que gostam de dizer "a responsabilidade é dos clubes" e por aí fora, falam de boca cheia porque Coimbra vai ter enchente e outros se seguirão. Mas em Dezembro, com aquela chuva terrível, ou num qualquer recôndito estádio perante um nevoeiro intenso e um frio de rachar, eu quero ver esses argumentos quando os estádio estiverem vazios.

Pede-se apenas que haja uma discussão série sobre uma temática que afecta quem, e vou dar uma de Freitas Lobo, ama verdadeiramente o futebol ao vivo e não pretende ver em casa no conforto do lar. Estudem-se outras formas de realizar dinheiro, discuta-se uma realidade que nos atormenta há alguns anos, e não é preciso ir muito longe para ver que é um problema, em Inglaterra os protestos ganham nova dimensão, e na Alemanha, terrada Bundesliga dos estádios cheios e do campeão do mundo de futebol o preço médio do bilhete mais barato andas pelos 12,5€-15€, e como bem sabemos, os Alemães são mais pobres que nós.

Cá continua-se a assobiar para o lado, porque a discussão, infelizmente, só interessa a quem lhe "sai do lombo"!


sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Académica - Sporting :: convocados


Marco Silva anunciou hoje os 19 convocados para a deslocação a Coimbra. Não me parece que haja alguma novidade, Rojo e Slimani de fora pelos processos disciplinares em curso, Slavchev porque a forma física ainda não foi recuperada, Shikabala também fica de fora, a rábula do visto na visita ao Egipto não ajudou.

São 4 os novos reforços que fazem parte da lista e também são os esperados: Sarr, Paulo Oliveira, Rosell e Tanaka.

Convocados:
Rui Patrício, Marcelo Boeck;
Cédric, Maurício, Naby Sarr, Paulo Oliveira, Jefferson;
William Carvalho, Oriol Rosell, Adrien, André Martins, João Mário, Ricardo Esgaio, Carlos Mané, Carrilo, Diego Capel, Heldon;
Montero e Tanaka.

Que plantel é este no site da Liga?



Que lista de jogadores é esta no site oficial da Liga, relativa ao plantel do Sporting, a1 dia do início do campeonato e onde faltam: Rui Patrício, André Martins, Rojo, Jonathan Silva, Esgaio, Capel, Rosell, Cédric, Heldon e Slimani?

quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

Umas palavras para Marco Silva!


No sábado começa o mais importante desafio como treinador de futebol de Marco Silva!

A tarefa já de si, sem atritos e pedras no caminho, é complicada. O Estoril, com todo o respeito que me merece, não é o Sporting. A dimensão do nosso clube acarreta maiores responsabilidades.

Deve estar a ser complicado para ele esta semana que antecede o jogo em Coimbra. De um momento para o outro, vê-se impossibilitado de convocar dois jogadores que seriam titulares e que tão importantes foram na época transacta.

Mas, acima do Sporting ninguém, e o que se pretende, de um jovem e ambicioso treinador é que consiga executar o seu trabalho com qualidade mostrando que cada 11 que entre em campo seja suficientemente capaz de honrar a nossa camisola. A devoção!

O desafio não é fácil. A equipa ainda não estará fechada. Mas, o Marco Silva que certamente acredita no projecto do qual faz parte, tem de estar preparado para tudo e dentro das limitações que são há muito conhecidas, tem de ser capaz de arranjar soluções. A dedicação!

O trabalho que efectuou no passado dá-nos garantias que tudo fará para ter sucesso. É o que todos desejamos e é isso que espero de um treinador ambicioso, repito, e que saberá fazer frente às adversidades. O Esforço!

Não vão ser flores esta caminhada que em breve se iniciará, mas também não será criticado aos primeiros resultados negativos que, eventualmente, aconteçam. Um projecto como este sobrevive se for colocado em causa ainda antes de começar!

Da nossa parte, sócios e adeptos, só há um caminho possível neste momento, apoiar a equipa no sábado, no estádio ou em casa, e ajudar o Marco Silva nesta nova aventura a conseguir a glória!

Pela porta dos fundos nem sempre é o caminho!


Sobre os fundos todos temos a nossa opinião, mas o que não acontece, e não pode ser só o Sporting a exigir, é uma discussão séria sobre a forma como actuam e a sua importância, cada vez maior, no futebol actual. 

Passará, quase por certo, pela intervenção de estruturas mais fortes e com outros meios, como a UEFA ou a FIFA,  na regulamentação e acima de tudo na transparência que deveria ser o ponto fundamental da discussão. 

Não vale a pena lançar, nesta altura, mais gasolina para uma fogueira que já arde bem alto. A Direcção do Sporting tomou um caminho que é perigoso, óbvio, e afrontou um importante grupo. Muitos dirão que está a defender o clube de forma intransigente e que acima do Sporting, ninguém. 

O Sporting tem utilizado este instrumento e nós adeptos, que agora até podemos estar a favor desta ruptura, também somos responsáveis porque queremos viver acima das nossas possibilidades.

Para já, e até prova em contrário, defendo que o Sporting não pode ser sempre prejudicado, se a ruptura trouxer uma nova abordagem, principalmente financeira, já será bom e útil ao futuro da nossa centenário instituição.

Gostei, mais do que falar da guerra entre Doyen e Sporting, do comunicado da AAS sobre este assunto. O caminho passa por aqui, mas sozinhos, não será fácil!

“Fundos de Investimento”

Ao longo dos últimos anos, a Associação de Adeptos Sportinguistas (AAS) tem manifestado a sua oposição à utilização de fundos de investimento, alertando para os riscos adjacentes aos mesmos, sejam do ponto de vista de independência e gestão desportiva, seja de sustentabilidade financeira. Foi esta realidade que levou a AAS a definir esta questão como um dos temas do seu evento anual "Pensar Sporting", realizado em Fevereiro deste ano.

Os fundos de investimento são instrumentos que permitem aos clubes viver acima das suas possibilidades. Esse não é o modelo que defendemos para o futebol.

Lamentamos que o Sporting tenha sido levado a recorrer a estes mecanismos e respetivas contingências. Mas recordamos igualmente que ao longo dos anos e de vários processos eleitorais, muitos adeptos leoninos foram também levados pelo canto da sereia segundo o qual sem fundos e sem investidores o sucesso seria impossível.

Os eventos dos últimos dias, somados aos episódios da pré-época passada em torno de alguns agentes desportivos, reforçam a ideia de que é urgente regulamentar as atividades de todos aqueles que participam no negócio do futebol. Lamentamos profundamente que em Portugal não exista debate público nem vontade de alterar o status quo, do qual alguns beneficiam em prejuízo de outros. Aquilo que verdadeiramente afasta pessoas do futebol é a falta de transparência, a falta de valores desportivos, a mentira e a falsidade. Tudo isto é exponenciado por agentes, fundos de investimentos fantasma e outras figuras opacas que gravitam em torno do futebol.

Confirmando-se a intenção do Sporting Clube de Portugal em restringir as relações com fundos de investimento, a AAS vem por este meio demonstrar a sua total solidariedade perante tal medida. 

Comité Executivo Associação de Adeptos Sportinguistas"