quarta-feira, 23 de Julho de 2014

10 anos de Academias no futebol alemão!


Quando a Alemanha foi campeã do mundo no Brasil muito se falou da forma como se conseguiu este título. Foram muitas as teorias, que não vou agora relembrar. Mas, falou-se, e vi discutir alguns amigos que ainda percebem alguma coisa de bola, sobre a evolução das Academias de formação no futebol germânico.

Ora, os Alemães fizeram uma coisa que é muita chata, dá trabalho, que passou por planear a médio e longo prazo. Cá ainda nem sabemos como vai ser do campeonato deste ano.

Passaram-me na altura um documento que é incrível: os 10 anos das Academias na Alemanha e que pode ser consultado aqui.

Hoje, na A Bola, Luís Vilar, Investigador e docente universitário na Universidade Lusófona e Faculdade de Motricidade Humana, resume algumas das políticas adoptadas por terras de sua Majestade Merkel.

"O desaire da seleção Alemã no Euro 2000 em que não passou a fase de grupos (com apenas 1 ponto e marcando 1 golo), precipitou uma profunda reforma no seu sistema futebolístico. A recém criada Liga de Futebol Alemã (DBL), em parceria com a Federação Alemã de Futebol (DBF), celebrou um acordo que obrigava os clubes a desenvolver academias de formação para jovens jogadores de futebol. Tendo como pontos de partida a Academia do Ajax de Amesterdão e o Centro Francês para a Excelência em Clairefontaine, o objetivo era combater os efeitos nefastos da Lei Bosman que promoveu a contratação excessiva de jogadores estrangeiros, retirando a oportunidade aos jovens alemães de se evidenciarem.

Este política determinava que todos os clubes da Bundesliga 1 e 2 deveriam desenvolver os seguintes vectores estratégicos: (I) infraestruturas, (II) programas de educação para os seus jogadores, (III) metodologias de otimização do rendimento desportivo e (IV) contratação de técnicos especializados. Para avaliar a qualidade das academias de cada clube foi contratada uma empresa externa independente denominada de Double Pass que atribuía uma classificação de 0 a 3 estrelas. Em função do número de estrelas conquistadas por cada clube, a Liga atribui-lhe fundos provenientes do Fundo de Solidariedade da Liga dos Campeões (cerca de 7.5 milhões de euros em 2009/10). Por exemplo, uma classificação de 3 estrelas pode originar uma receita adicional ao clube de 300 mil euros.

Dez anos depois, os resultados estão à vista e permitem atestar da evolução do futebol germânico:

1. Nos 10 anos conseguintes os clubes da Bundesliga 1 e 2 investiram nas suas 36 academias de formação mais de meio bilião de euros, das quais 29 têm protocolos com escolas locais (onde graduaram-se jogadores como Ozil, Kroos, Boateng, Draxler e Mario Gomez). Somente no ano de 2010, foram reencaminhados da Bundesliga para os centros de formação cerca de 90 milhões de euros.

2. Em média, cada equipa da Bundesliga tem 15 jogadores no seu plantel principal proveniente das academias de formação. Por exemplo, 52.4% dos 535 jogadores da Bundesliga 1 são provenientes das academias de formação, dos quais 107 (20.4%) ainda hoje jogam pelo clube que os formou.

3. 36 clubes profissionais da Bundesliga possuem hoje cerca de 282 equipas de formação. Cada clube tem uma equipa por idade de jogador (dos 12 aos 17 anos), uma equipa de sub-18/19 e outra de sub-23 (diferente de equipas BB). Ao todo são 5445 jogadores em processo de formação.

4. Trabalham cerca de 433 treinadores nas academias dos clubes da Bundesliga 1 e 2, dos quais 160 estão empregados a tempo integral; 61 destes treinadores têm a licença máxima da UEFA (nível Pro) e 196 o nível UEFA A, excedendo em 177 o número de treinadores de elite.

Será obra do acaso que nos últimos dois anos tenhamos assistido a uma final da Liga dos Campeões inteiramente germânica, e à atribuição do título de campeão do mundo à Alemanha?!"

terça-feira, 22 de Julho de 2014

Rinaudo vendido ao Catania. Obrigado por tudo!


Em Julho de 2011, Rinaudo começa a cair nas boas graças do Sportinguistas. Em Novembro de 2011 lesiona-se gravemente contra o Vaslui. Ao longos vários anos no Sporting fui um fã do seu trabalho no Sporting como se pode comprovar pelo que fui escrevendo.

"Fito representa a garra, vontade, crer, determinação e não sei quantos mais adjectivos que adoramos ver num jogador de futebol. Era raçudo, por vezes agressivo, nunca maldoso e com uma disponibilidade física invejável. Vê-lo correr como se o jogo tivesse começado ali bem perto dos 90 minutos era uma delícia."

"Rinaudo foi eleito um dos capitães do Sporting. Não precisa de braçadeira para afirmar essa condição dentro de campo. Tudo aquilo lhe é natural. Desde o primeiro minuto que entrou em campo com a camisola do Sporting (no ano passado), que se vê naquele jogador a capacidade para liderar uma revolução dentro de campo. Claro que no início rapidamente quiseram atribuir-lhe uma faceta de jogador violento, comunicação social e afins agentes, que em certo sentido chegaram a influenciar e muito os árbitros portugueses. Todos se lembram da expulsão completamente errada e sem razão nenhuma em Guimarães, fruto de toda essa actividade. "

"Vejo por aí muito adepto Leonino contente com a saída do argentino. Um jogador acima da média, que merece muito o meu respeito pela forma como sempre se entregou ao jogo. Em determinadas alturas, principalmente antes das lesões, era dos poucos que lutava como um verdadeiro Leão.

Depois mais tarde surgiu uma entrevista de Manuel Fernandes a falar sobre o seu posicionamento táctico, da falta dele, começou a perder espaço ao ritmo que o Sporting caía a pique na classificação.

Com o início da nova época, Leonardo Jardim apostou fortemente em William Carvalho, e bem, há que admitir.

Não sou ingrato com um jogador que admiro muito, e a sua saída a confirmar-se deixa-me sempre com um pé atrás, porque se William para já tem servido para as "encomendas", é sempre preciso ter um bom banco."

Obrigado por tudo e boa sorte!

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

O Shikabala já é um caso?


No Sporting tudo é um problema e todos são treinadores.

"Shikabala não festejou"

Eu também não festejei. Aliás, em jogos de treino não costumo festejar.

"Não percebo porque o Shikabala não jogou"

Todos somos Marcos Silvas, mas que eu saiba, Marco Silva há apenas um e ele é que decide!

domingo, 20 de Julho de 2014

sexta-feira, 18 de Julho de 2014

Sporting 2-1 Belenenses


O Sporting venceu esta noite o Belenenses na meia final da Taça de Honra da AFL. Os golos, e que golos, foram marcados por Wilson Eduardo e André Martins, o Belenenses reduziu já perto do final através de um auto golo de Geraldes.

Domingo a final é contra o Benfica que venceu o Estoril por 1-0.

Nasceu a Sporting TV!


Nasceu a Sporting TV. Importante e vital para a comunicação do clube.

Começar por dizer que há alguns Sportinguistas que não merecem este canal. Infelizmente é por aqui que tenho de começar o texto. Na estreia, no directo, no nervosismo do primeiro dia, foram ferozes as críticas que li e ouvi referentes a pequenas gafes que foram cometidas nas primeiras horas da emissão.

Normais e compreensíveis, que foram desdramatizadas pelo Presidente na entrevista em directo, em tom de brincadeira, sem tectos a cair, e que só demonstra que alguns pretendem mesmo criticar tudo e todos mesmo sem razão.

O canal começou às 19.06, o importante ano da nossa fundação. Mais uma vez a crítica surgiu porque alguns diziam que não estavam a conseguir ver. É que nem se preocupam em perceber se o problema não seria deles. Às 19.06 horas tinha a televisão ligada, a app da NOS e o site com o canal ligado, e nas três "plataformas" o canal do Sporting começou. Sem problemas!

Aproveito para dar uma opinião sobre a presença do canal na NOS e MEO. O canal é óbvio que se pretende que chegue a todos os Leões. Tem lido queixas sobre os outros operadores, mas a realidade é que a transmissão de um canal tem de rentável para as duas partes. O problema da transmissão de um canal em apenas alguns operadores não é só culpa de uma parte. Resta ao sócios/adeptos exprimir o seu desejo com razoabilidade aos diferentes operadores que ainda não transmitem o canal.

Adiante!

No capítulo de "Comunicação, Marca e Reputação" do programa eleitoral de Bruno de Carvalho dizia assim:

38. Sporting Clube de Portugal multimédia. As plataformas de comunicação e os conteúdos constituem uma área estratégica e fundamental no modelo preconizado, que assenta num conceito estratégico de desenvolvimento global multimédia, com a utilização de diferentes plata- formas e uma gestão integrada de conteúdos. Inclui des- de a Sporting TV, rádio, edições (jornal Sporting e outras publicações), Internet (sites, blogues, redes sociais), apps (aplicações para smartphones), jogos e outros.

39. Criação da Sporting TV. Queremos fazer da Sporting TV um instrumento privilegiado de relação com os Sócios, uma relação que ser quer bidirecional.

O Sporting tem ao seu dispor o canal. A promessa eleitoral foi cumprida. Convém que muitos, que ainda são críticos sem serem razoáveis, não se esqueçam da relevância destes pontos.

A Sporting TV começou ontem, a grelha ainda está em crescimento, há muito trabalho pela frente. Percebeu-se que de segunda a sexta há uma nova hora, a hora do Leão às 21.30 com o programa "Sporting Directo". Em primeira mão, em casa, o clube fala do Sporting para nós. Sem filtros, onde podemos ouvir, aceitar e discordar, e estar ainda mais informados. A informação é poder.

A Sporting TV nasceu. Um sonho antigo. Deixei-mo-la caminhar, crescer e cá estaremos para fazer do canal um orgulho para todos nós!

quarta-feira, 16 de Julho de 2014

Bruno de Carvalho em entrevista na Sporting TV


Amanhã às 21.30 na Sporting TV, no programa Sporting em Directo, o Presidente Bruno de Carvalho é o primeiro convidado.

Programação Sporting TV - dia 1 - a estreia

Programação
19:00 - Gala Honoris Sporting - Passadeira Verde
21:30 - Sporting Directo (directo)
22:30 - Gala Honoris Sporting (estreia)
1:45 - Especial Lançamento Sporting TV (estreia)
2:45 - Um ano de Leão T1-E1 (estreia)
3:15 - Especial Presidente
4:00 - Futebol Sub-17 - Sporting-Benfica (estreia)

terça-feira, 15 de Julho de 2014

"Atenção Europa, eles vêm aí"

Em destaque no site da UEFA num texto onde são apontados 10 jogadores talentosos que estiveram no Mundial e que vão disputar a Liga dos Campeões esta época.

"Islam Slimani (Argélia/Sporting Clube de Portugal)
Melhor em Campo nos jogos da Argélia no Campeonato do Mundo diante da Coreia do Sul e Rússia, os dois golos de Slimani ajudaram os africanos a atingir os oitavos-de-final e são bom augúrio relativamente à temporada no futebol europeu quando voltar ao Sporting. O avançado de 26 anos demorou a entrar na equipa titular, mas golos em quatro jogos consecutivos na segunda metade da Liga constituíram bom prenúncio.

“Esta época, descobri o futebol europeu”, explicou antes da fase final, numa época em que marcou oito golos – um deles o da vitória por 1-0 sobre o Porto que ajudou a confirmar o segundo lugar dos "leões" à frente do rival – em 26 jogos no campeonato, 16 dos quais como suplente utilizado. “O meu trabalho é marcar golos.”"